quarta-feira, 30 de maio de 2007

Distância


Telefone cansa, e quebra, quando despenca da minha mão ávida em acariciar a minha calcinha molhada, destra para escrever, ambidestra para amar, as tuas palavras reverberam tesão no meu corpo que estremece doente da presença invisível, da vontade de te gozar entre minhas pernas.

4 comentários:

Thais Navarro disse...

ui.tão simples e tão quente.

Líz disse...

Adoro cada recanto deste blog - Autêntico.

guigalize disse...

olá, gostaria de parabenizar-lhe pelo seu blog e pelas suas palavras, parabéns
meu objetivo é fazer um assim também, se vc gosta de desenhos é só pedir que farei com praser tenho dois blogs, vale a pena ver
www.guigraffite.blogspot.com
www.guigalize.blogspot.com

muito bom mesmo parabéns

Thaís disse...

"Vontade de te gozar entre minhas pernas"
Isso basta...
Bjo