quarta-feira, 4 de outubro de 2006

Tédio às quartas


Em tédio apalpei o seio, apalpei o bico pontudo cabeça erguida plantado no alto do macio morro, com força pressionei o mamilo hirto, me olhava, me olhava altivo meu algoz, compartilhando olhares escusos com o já ciumento mamilo esquerdo, dediquei-lhe a outra mão, a esquerda sem ofensa, posto que ambidestra para as carícias me fizeram, ou me fiz, nem importa, os dez dedos ronronando como patas felinas apalparam a carne volumosa, preenchendo uma mão gula, contorci o corpo que com afinco encaixava-se nessa festa abarrotada de dedos, de braços, de pêlos, era o carnaval dos peitos em plena noite de quarta feira.

3 comentários:

Bertha Solares disse...

Olá Naomi.
Gostei das palavras e das ilustrações. Curiosidade: é você mesma que desenha?
Bertha Solares.

geraldo disse...

Às quartas, quintas, segundas...
È um vício, seja teus dedos ou outros...
Bjo

tarcila disse...

adorei!!! beijos pra ti