quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Nova era


No nome a sina, Jesus. A mãe lavadeira esperava salvar o filho da mesma chaga de miséria. Nasceu ele com os olhos verdes e a pele morena, um milagre dizia a mãe. Seu primeiro banho foi no rio de águas barrentas, batizado pela mãe natureza. Seu corpo atlético inspirou-se nas cachoeiras. Na cidade grande foi levado às passarelas, onde desfilou por vielas estreitas roupas que nunca seriam suas. Numa noite de sono agitado, Jesus feito homem tirou na loteria o bilhete sorteado. Entre afagos e afetos, desfila agora desnudo nos braços de Madonna.

5 comentários:

Rafael Velasquez disse...

menino jesuss

xiclet disse...

rss..
já tinha saudade de te ler, menina..
beijo. grande.
:)

Alexandre Ferrari disse...

gostei muito!

elis disse...

amei o violino...

Cogumela =) disse...

O lindooooooo!

Nossa...ótimas analogias!!

\o/

beijo