sexta-feira, 24 de março de 2006

Aprendizado


Foi com Ana que Teresa aprendeu a andar descalça pela casa e pelo pátio e depois admirar o pé todo preto de terra, ao seu lado bebeu o primeiro copo de gim tônica fazendo muita careta, foi com ela também que sentiu o gosto de boca e xoxota de mulher e nunca mais largou, experimentou gritar na hora do gozo olhando nos olhos, descobriu que certeza muita só atrapalha a vida.

E também ela ensinou a agonia partindo num dia de sol, e Teresa viu com nitidez que os dias podem ser mais escuros que a noite, que chorar no fim do dia faz parte da labuta.

Já não importava, ficava ela ainda com o aprendizado do bem e do mal, e saía agora pela rua à procura de si e de outrem pra rir e chorar.

3 comentários:

Mariana disse...

Gostei muito daqui.

Hariel D. Noone disse...

Olá, Naomi querida! Depois de muito tempo, consegui vir até o seu cantinho e ler os seus textos. Como eu imaginava, ADOREI!, Principalmente este aqui. Estou desenvolvendo um "sexto sentido" para farejar bons textos na web! :D

Bem, quero te dar os parabéns e pedir que continue escrevendo. Visitarei o seu blog sempre que puder. Caso faça alguma atualização e queira me mostrar, não se acanhe! Passa lá no Deixa Rolar e deixa uma mensagem para mim, como outros amigos fazem, ok? Pode me mandar e-mail também...

Vou linkar o seu Blog ao meu, na letra c. Muitos beijos querida. Se cuida e continue sempre assim: radiante.

Lucia H. disse...

Dear N.,
I loved your writings.
It is suprises me your voyeuristic side. You that seem to me so Cartesian...
Silly me, I was complete wrong.
Well done darling, keep doing it...